Ginkgo Biloba


De origem japonesa é uma árvore considerada um fóssil vivo. è o símbolo da paz e longevidade isto porque sobreviveu ãos bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki.

Paixão platônica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Amor platónico, na acepção vulgar, é toda a relação afectuosa em que se abstrai o elemento sexual, idealizada, por elementos de géneros diferentes - como num caso de amizade pura, entre duas pessoas.

Esta definição, contudo, difere da concepção mesma do amor ideal de Platão, o filósofo grego da Antigüidade, que concebera o Amor como algo essencialmente puro e desprovido de paixões, ao passo em que estas são essencialmente cegas, materiais, efémeras e falsas. O Amor, no ideal platónico, não se fundamenta num interesse (mesmo o sexual), mas na virtude.


- Tenho uma paixão platónica por um actor. Luca Giuseppe Pasqualino, mais conhecido como Luke Pasqualino (Peterborough, 19 de fevereiro de 1990) é um ator britânico, mais conhecido por seu papel de "Freddie Mclair" na série de televisão, Skins.





Relações Humanas – a amizade


“Toda a alma tem uma face negra
Nem eu nem tu fugimos à regra”

Hoje o tema de conversa foi a amizade. Em geral falámos que por vezes existem pessoas que ao princípio achamos que nunca nos vamos dar bem e nem gostamos delas e depois descobrimos que essas pessoas são de confiança e muito parecidas connosco.
Há pessoas que simplesmente não se conseguem dar umas com as outras e há as outras que só tentam agradar aos outros e esquecem-se de se agradar a elas próprias.
Este tipo de coisas pode-se ver numa turma, a turma pode parecer unida e até falam bem uns com os outros mas vão sempre existir vários grupos. Umas pessoas dão-se melhor com um certo tipo de gente e outras com o outro tipo. Vão sempre existir grupos e a turma nunca é cem por cento unida. Por exemplo, algumas pessoas dizem eu gosto dos da minha turma e dou-me bem com toda a gente mas por traz vão dizer mal. Isto tudo dá origem a grandes falsidades.
Tenho uma amiga com a qual me dou lindamente, mas quando nos conhecemos pela primeira vez ela não me gramava e nem sabia explicar bem o porquê.
Depois ainda existem outros casos, que não nos damos bem com a pessoa logo do princípio e nunca vamos gostar. No meu caso se eu não gosto muito da pessoa, digo-lhe o essencial e respondo-lhe se esta me falar ou perguntar algo mas nada mais, prefiro estar calada do que estar ali a falar coisas minhas com pessoas que não confio muito, por isso é que sou muito caladinha, principalmente quando ainda estou a conhecer melhor as pessoas.

A vida para além da morte!


Algumas pessoas acreditam na reencarnação, outras pensam que realmente existem o inferno, o paraíso e o purgatório, outras acham que o corpo desaparece mas a alma fica de alguma forma presente e depois ainda existem outro tipo de pessoas que acham todas estas teorias uma treta, acreditam que morremos, o corpo acaba por desaparecer e a alma também, ou até mesmo outras pessoas que acham que a alma não existe.
Eu não tenho uma ideia concreta sobre este assunto mas por vezes penso neste tema. Tenho uma amiga que realmente pensa que existem reencarnações e isso faz-me pensar nestes temas.
A única coisa que tenho a certeza deste tema é que algum dia todos iremos descobrir o que acontece depois da morte, se desaparecemos por completo ou se parte de nós de alguma forma permanece viva depois da morte.

Marilyn Monroe




Marilyn Monroe, nome artístico de Norma Jean Baker (nascida Norma Jean Mortenson; Los Angeles, 1 de junho de 1926 — Los Angeles, 5 de agosto de 1962) foi uma atriz americana.

É uma das mais famosas estrelas de cinema de todos os tempos, um símbolo de sensualidade e um ícone de popularidade no século XX.




Orientação sexual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A orientação sexual (ver Escala Kinsey de Alfred Kinsey) indica qual o gênero (e.g. masculino e feminino) que uma pessoa se sente preferencialmente atraída fisicamente e/ou emocionalmente.

A orientação sexual pode ser assexual (nenhuma atracção sexual), bissexual (atracção por ambos os gêneros), heterossexual (atracção pelo gênero oposto), homossexual (atracção pelo mesmo gênero), ou pansexual (atracção por diversos gêneros, quando se aceita a existência de mais de dois gêneros). O termo pansexual (ou também omnissexual) pode ser utilizado, ainda, para indicar alguém que tem uma orientação mais abrangente (incluindo por exemplo, atracção específica por transgêneros).

A orientação sexual não-heterossexual foi removida da lista de doenças mentais nos EUA em 1973; e do CID 10 (Clasificação Internacional de Doenças) editado pela OMS Organização Mundial da Saúde, em 1993.

Orientação sexual versus preferência sexual
O termo orientação sexual é considerado, atualmente, mais apropriado do que opção sexual ou preferência sexual. Isso porque opção indica que uma pessoa teria escolhido a sua forma de desejo, coisa que muitas pessoas consideram como sem sentido. Assim como o heterossexual não escolheu essa forma de desejo, o homossexual (tanto feminino como masculino) também não, pois, segundo pesquisas recentes esta orientação poderá estar determinada por factores biogenéticos, sejam questões hormonais in utero ou genes que possam determinar esta predisposição.[1] É importante esclarecer que há grande imposição do modelo heterossexual para todos. Em alguns casos, pode não existir a preocupação em conhecer o nível ou qualidade de vida afetiva, nível de prazer ou felicidade que uma pessoa possa ter, mas sim que ela deveria ser heterosexual. Por conta dessa forte imposição, muitas pessoas podem encontrar alívio dos desejos homoeróticos na religiosidade fanática, nos remédios, nas drogas ou mesmo, adotando um padrão escondido ou de vida dupla: No seu entorno social e familiar assume um comportamento heterossexual e num mundo privado permite-se exercer a sua homossexualidade, situação esta que cria um maior ou menor conflicto interior e assim as suas repercusões posteriores nesse ser humano.

Segundo diversas organizações científicas não é possível forçar a alteração da orientação sexual de alguém .

Série: The L Word





Outra sério que vale mesmo a pena ver! Eu vi todas a temporadas e devo dizer que gostei mesmo, South of Nowhere é sobre miudas mais jovens enquanto que esta série é mais sobre a vida de Lésbicas e Bissexuais maduras.

Série: South of nowhere


Uma série que vale mesmo a pena ver. Eu adorei! :)


Spencer (loira) muda de casa e conhece a Ahsley (morena), começam por ser amigas. A Ahsley já esteve com raparigas enquanto que a Spencer não, então a segunda começa a ter duvidas sobre a sua orientação sexual. Na segunda temporada começam a namorar e na terceira começam a ter uns problemas... O final não vou dizer, vão ter de ver para saber.

Jurassic Park movies:

O primeiro saiu exactamente no ano em que eu nasci e foi um filme que eu vi quando era mais nova e hoje decidi rever. Sem dúvida que o pr...